Rodoplast

Pesquisar
Categorias
Redes Sociais

Blog Rodoplast

Você está em | Blog | Plástico: vilão ou herói ambiental?
Geral

Plástico: vilão ou herói ambiental?

19 de setembro de 2017

Fala amigo estradeiro, tudo na mais perfeita ordem?

No atual cenário econômico nacional, muitas empresas têm enfrentado dificuldades, vendo uma significativa redução de seu mercado de atuação. Diminuição da produção e demissão de funcionários se tornou, infelizmente, práticas recorrentes nos últimos anos. Você, amigo caminhoneiro, que depende da produção destas empresas para conseguir os fretes, deve ter percebido a redução em diversas áreas. No entanto, em nossa área de atuação, no mercado brasileiro de peças plásticas, a situação ainda é diferente.

A produção de peças plásticas no país tem crescido bastante nos últimos anos, tendo seu auge entre 2012-2013. A indústria plástica também conta com previsões otimistas que apresentam possibilidades de crescer ainda mais. Para se ter uma ideia das possibilidades de crescimento da indústria brasileira de plástico, basta saber que o brasileiro consome, em média, de 30 a 35 kg de plástico por ano. Em diversos países europeus este número pode chegar a 100 kg por habitante ao ano. Assim, as possibilidades de crescimento do mercado nacional ainda são múltiplas, atraindo investidores do país todo e também de diversas empresas estrangeiras.

Assim, uma vantagem aparente da indústria de plástico no Brasil é que ela gera muitos empregos, direta e indiretamente. Há ao menos 330 mil empregados diretos na indústria do plástico no Brasil, um número bastante significativo.

Outra grande vantagem desta indústria tem ligação com as inúmeras possibilidades que o plástico possibilita. Atualmente vem ocorrendo uma substituição de peças que seriam bem mais caras, caso fossem feitas em materiais metálicos, como o aço e o alumínio, por exemplo.

Relacionada a esta substituição há outra vantagem ambiental do uso de peças plásticas na indústria automotiva: o uso destas peças no lugar de peças metálicas torna os veículos mais leves, reduzindo sensivelmente o consumo de combustível. O alumínio é, aproximadamente, três vezes mais leve do que o aço. O plástico, por sua vez, é três vezes mais leve que o alumínio. Assim, a substituição vem sendo cada vez mais intensa, produzindo carros e caminhões cada vez mais leves e que consomem bem menos combustíveis.

Ao imaginar o uso cada vez maior de peças plásticas muitos devem ter uma preocupação com a segurança, acreditando que se estariam produzindo veículos menos seguros. Mas isto não é bem assim. Tanques de combustíveis feitos de plástico, por exemplo, são cada vez mais utilizados em carros pequenos. Em casos de acidentes, estes tanques não explodem, diminuindo os riscos à vida dos ocupantes.

E as vantagens e inúmeras possibilidades de uso do plástico não acabam por aí. Em termos de durabilidade, o plástico apresenta a grande vantagem de ser resistente à ação do tempo. Assim, a ação do sol, da chuva, maresias e demais forças da natureza acabam não afetando as peças plásticas da mesma forma que afetam ligas metálicas, por exemplo.

Também é importante destacar que a produção de peças de plástico é mais ecológica do que a de ligas metálicas. Isso acontece por que é necessária uma quantidade menor de energia para que se produzam peças plásticas. Com processos que envolvem menos calor e menor quantidade de combustíveis para a produção, o plástico se torna uma alternativa às peças tradicionais.

Por fim, o plástico não fica restrito à indústria automotiva. Vemos peças plásticas espalhadas por tudo o que consumimos, de embalagens que utilizamos nos supermercados a equipamentos utilizados na agricultura, passando por toda a indústria e a construção civil, o plástico é parte integrante de nosso dia a dia. É um dos poucos produtos que consegue unir estilo, conforto, segurança e durabilidade sem que o preço seja exorbitante.

No mundo atual muito se fala de consciência ambiental. É comum ver postos de reciclagem de materiais espalhados pelo país todo, inclusive em muitos postos nas beiras de estrada Brasil afora. Também é comum que muitas empresas se preocupem com o bem estar da população, promovendo ações de reciclagem e reaproveitamento de materiais. É o caminho escolhido também pela Rodoplast, ao produzir de forma ecológica.

Ao produzir e comercializar peças de plástico, muitos poderiam acreditar que a Rodoplast não se preocuparia com o meio ambiente. Muito pelo contrário: utilizando material reciclado e gerando produtos que, ao final de um ciclo de uso, podem também se tornarem recicláveis, a produção de nossa indústria se torna duplamente ecológica. Com processos sustentáveis e soluções criativas, estamos na vanguarda deste processo com grande preocupação ecológica.

Leia também
Canal do Caminhoneiro
Blog do Revendedor
Blog do Revendedor
Fale conosco

Telefone/Fax:
54 3511.1000

contato@rodoplast.com.br

Rodovia BR 116 Km 33, nº 13.600
Bairro Industrial - Vacaria | RS

SAC
Trabalhe conosco
Rodoplast

Siga a Rodoplast

A Rodoplast desenvolve, transforma e comercializa peças plásticas que proporcionam
segurança, economia e utilidade para seus clientes.

desenvolvimento | sixinterfaces